HOME > Notícias > 5 Sinais Definitivos de que Você Está Preparado para uma Carreira em Auditoria Interna

5 Sinais Definitivos de que Você Está Preparado para uma Carreira em Auditoria Interna

5 Sinais Definitivos de que Você Está Preparado para uma Carreira em Auditoria Interna



O crescimento das oportunidades de emprego para os auditores tem sido enorme durante grande parte da última década. Isso tornou a auditoria interna uma ótima opção para quem está entrando no mercado de trabalho ou considerando uma mudança de carreira. No entanto, não se deve depender apenas de oportunidade para escolher um emprego e prosperar nele. O cargo é adequado para você? Você é a pessoa certa para a empresa ou organização? Eu explorei essa questão pela primeira vez em um artigo de 2014 do meu blog e me aprofundei ainda mais sobre os atributos dos que atingiram o sucesso na auditoria interna em meu livro de 2017, Trusted Advisors: Key Attributes of Outstanding Internal Auditors.

Todos buscamos empregos que nos agradem e nos quais sejamos bons, mas emprego não vem em “tamanho único". Com base em meus anos de auditoria interna e observando as experiências de outras pessoas em nossa profissão, acredito que existam cinco sinais que indicam que você provavelmente será um ótimo candidato para uma carreira na auditoria interna.

1. Você tem raciocínio crítico. O raciocínio crítico é um processo disciplinado de conceituar, aplicar, analisar, sintetizar e/ou avaliar as informações de maneira ativa e habilidosa. Como auditor interno, é isso que você passará a maior parte do tempo fazendo. Se você é bom em raciocínio crítico e gosta de desafios, você achará a auditoria interna uma profissão gratificante. E há notícias ainda melhores: como vimos no passado, o relatório mais recente do Pulse of Internal Audit do The IIA mostra que as habilidades de raciocínio crítico estão entre as mais procuradas pelos chief audit executives (CAEs).

2. Você é naturalmente curioso/cético. Perguntar "por quê" é uma das responsabilidades mais importantes e fundamentais dos auditores internos. Eles querem saber o que aconteceu, mas auditores internos intelectualmente curiosos não ficam satisfeitos até saberem por que aconteceu. E eles não vão parar até compreenderem totalmente a causa raiz do problema. Os melhores auditores nunca param de fazer perguntas e suposições desafiadoras. Eles não consideram nada como garantido e sabem que, mesmo onde há confiança, ainda assim é preciso verificar. Se você é naturalmente curioso e cético, e é especialista em manter a mente aberta para todas as possibilidades, é bem provável que você descubra problemas que auditores menos curiosos podem deixar passar.

3. Você é ótimo em construir e manter relacionamentos. Um dos mitos comuns sobre a auditoria interna é que ela trata apenas de números, não de pessoas. Mas sem a habilidade de construir relacionamentos, você pode perder mensagens importantes sobre possíveis problemas, ou algumas de suas conclusões podem ser rejeitadas desnecessariamente. De acordo com um estudo dos professores Kirsten Fanning, da Universidade de Illinois, e M. David Piercey, da Universidade de Massachusetts, auditores internos que combinam traços de personalidade agradáveis com argumentos bem apresentados influenciam melhor os julgamentos contábeis dos gerentes e as estimativas de relatórios financeiros do que auditores que são rudes e fornecem informações de maneira desordenada.

4. Você é um agente de mudança. O objetivo fundamental da auditoria interna é proteger e sustentar o valor da organização que ela atende. Os auditores internos têm a oportunidade de afetar positivamente as operações, aumentar a precisão e a eficiência, reduzir fraudes, promover a segurança e oferecer inúmeras outras sugestões para reforçar o valor das empresas e organizações. Se você adora causar um impacto real, você achará a auditoria interna altamente satisfatória.

5. Você é um ótimo comunicador. Como escrevi em meu livro, com o advento da auditoria operacional no final do século XX, tínhamos que ser capazes de fazer mais do que comunicar números. Tornou-se essencial que estivéssemos familiarizados com os riscos e controles que afetam o negócio e, para muitos auditores internos, isso mudou tudo. Hoje, as habilidades de comunicação são o mínimo (junto com a integridade) na opinião de muitos CAEs. Se você não é um forte comunicador, não há lugar para você em muitas das principais equipes de auditoria interna do mundo. Um auditor interno extraordinário, com extraordinárias habilidades de comunicação, é muitas vezes visto como “joia da coroa” em qualquer departamento de auditoria interna.

Essa é a minha lista de alguns dos traços mais importantes de auditores internos de sucesso, mas outros atributos também podem ser úteis. Convido você a compartilhar suas ideias comigo.

Richard Chambers

Divulgação:

Richard F. Chambers, presidente e CEO do Global Institute of Internal Auditors, escreve um blog semanal para o InternalAuditor.org sobre questões e tendências relevantes para a profissão de auditoria interna.

Tradução: IIA Brasil

Revisão Técnica da Tradução:  Simone Correa, CCSA, CRMA.

Receba nossa newsletter