Aviso Site sobre uso de Cookies:

A proteção dos dados pessoais é importante para o IIA Brasil. Usamos cookies para analisar o tráfego do site e assim melhorar os nossos serviços. A continuação do uso do nosso site, sem alterar as configurações do seu navegador, confirma a sua aceitação desses cookies.
Para mais informação, consulte a nossa política de cookies.


CONCORDO

HOME > Notícias > Um mundo diferente. E quanto a você?

Um mundo diferente. E quanto a você?

Um mundo diferente. E quanto a você?
03/06/2020



Sim! Eu sei que você já escutou isso milhares de vezes, mas gostaria de insistir no assunto. Por mais que você negue, não acredite ou até mesmo concorde, teremos um mundo diferente após a pandemia da Covid-19. Sim, diferente. E não falo que será melhor e nem pior mas, com certeza, será diferente. Ao realizar essa afirmação não faço juízo de valor. Somos auditores internos e temos que nos ater às evidências, pois elas sim falam por si mesmas (por mais que alguns ainda tentem negá-las). E, usando nosso olhar crítico e holístico, baseado nas evidências que surgem a cada dia, fica muito claro que será diferente. Mas diferente no quê? Basta olharmos, por exemplo, para os nossos relacionamentos, consumo, para a forma que fazemos negócios e (por que não?) para a maneira que auditamos e nos comunicamos. Precisou, como primeiro tópico, uma pandemia surgir para uma parte de nós, auditores internos, começar a praticar o home office – ação básica que alguns já praticam há mais de 20 anos na carreira, mas que ainda não estava disseminada em nossa cultura laboral, em sua maioria. E você, o que fará assim que a pandemia passar?

Essa mesma pandemia nos força hoje a fazer uso de tecnologias que estavam disponíveis há vários anos (para não dizer décadas novamente!) e que são essenciais às nossas atividades – Me refiro aos softwares de análises de dados e seus meios de conexão com banco de dados, repositórios de informação, visualização e meios de divulgação. Nem acredito que em 2020 ainda preciso escrever sobre isso! Afinal, na década de 90 já utilizava com frequência o SQL, Access, ACL, Idea, entre outros – sem falar (e entregando do a minha idade) no Easytrieve, Cobol, Turbo Pascal etc. Em comunicação, então, tínhamos o mIRQ, ICQ, MSN Messenger, Skype e por aí vai...

Mas estamos falando do amanhã. Usando agora o nosso olhar preditivo para as atividades profissionais (porque além de tecnologias, há o lado humano da equação e também o lado metodológico). Como você retornará após a pandemia? Ficam aqui alguns pensamentos para refletirmos neste momento atual:

- Você precisou rever seu Plano de Auditoria? Mas não fazia isso trimestralmente ou em uma base contínua de avaliação de riscos? Qual a periodicidade de atualização com base em seus próprios trabalhos finalizados na matriz de riscos?;

- Precisou aproximar-se da Alta Administração Executiva? Você não fazia reuniões semanais, quinzenais ou ao menos mensais com seus representantes? Há quanto tempo não tinha uma conversa informal ou um horário de conversa/cafezinho? ;

- Teve que se comunicar mais com o Comitê de Auditoria e/ou Conselho Supervisor de seu trabalho (de Administração, deliberativo ou outra nomenclatura de seu negócio)? Isso significa que não fazia reuniões quinzenais ou mensais com eles?;

- Necessitou relacionar-se com o Presidente de seu Órgão Supervisor em momentos que não fossem configurados como reuniões? Mas você já não tinha livre acesso e mantinha o contato regular com ele?;

- Sentiu a necessidade de aumentar a relação com sua equipe de trabalho? Como você fazia a supervisão do seu time? Só ao final do projeto, mensalmente, semanalmente ou em uma visão mais ágil (Scrum) e diária sobre as tarefas e os desafios do projeto?;

- Aumentou seu relacionamento com os colegas de trabalho? Não dava muita atenção à sua relação humana com a equipe?;

- Há quanto tempo não perguntava se eles estavam bem de saúde, sobre suas famílias ou se precisavam de algo?;

- Saiu loucamente atrás de pesquisas e publicações sobre a sua área de atuação? Não deveria fazer isso periodicamente, semanalmente ou diariamente, por exemplo?;

- Examinou referenciais de confiança para embasar suas ações e planos? Mas você não se baseava em um framework confiável e respeitado mundialmente (IPPF, COSO etc.)?;

- Era uma pessoa justa, com opinião balanceada e transparente? Isso significa que você já reportava as boas ações que as áreas auditadas faziam e não só seus pontos de não conformidades, indicando também oportunidades de melhoria e controles eficientes?

Bom... Poderíamos continuar esse questionário por muito tempo, mas infelizmente não será possível. Temos que fechar este editorial. Fico à disposição para trocarmos informações e ideias de como podemos ser diferentes em um mundo diferente. Espero tê-lo ajudado a se questionar e a se preparar para essa nova realidade, principalmente quanto a VOCÊ – afinal, o status quo desse novo mundo é questionar tudo e todos no intuito de identificar valor e propósito. Um forte abraço!

Receba nossa newsletter